ENFIM A PRIMAVERA, QUE AS CHUVAS CAIAM SERENAS E O PAÍS RENASÇA C/GESTORES ÉTICOS/COMPETENTES.

ENFIM A PRIMAVERA, QUE AS CHUVAS CAIAM SERENAS E O PAÍS RENASÇA C/GESTORES ÉTICOS/COMPETENTES.

sábado, 1 de outubro de 2011

EVO MORALES, ODIADO POR ÍNDIOS E OPERÁRIOS BOLIVIANOS!

A Bolívia é uma nação praticamente indígena, com 36 etnias além dos aimarás, guaranis e quíchuas. Depois de décadas de ditadura, em 1989 os bolivianos alcançaram a democracia. Em 2005, elegeram Evo Morales, o primeiro índio a governar o país e o reelegeram em 2009, por mais 04 anos. Evo, a exemplo do seu grande amigo Hugo Chaves, implantou na Bolívia uma “democracia ditatorial”. E nos dias atuais, sua popularidade que já vinha caindo, despencou, está em 30%, depois que suas tropas agiram com absurda e inexplicável violência contra índios que marchavam em protesto à construção de uma rodovia que passaria pelo meio de uma reserva florestal.  A violência policial contra os manifestantes, que não poupou nem mulheres e nem as crianças,  acabou por provocar mais e intensos protestos por todo o país, inclusive acusando Evo de servir a interesses brasileiros.
 Vejam:
video
 Os índios marchavam pacificamente contra a rodovia, que é parte do projeto p/a unir oceanos Pacífico e Atlântico, objetivando promover o comércio na América do Sul. A rodovia terá aproximadamente 300 quilômetros, a ser construída em 3 etapas, c/custo total de US$ 415 milhões, financiado pelo Brasil, através do BNDES. A construtora escolhida p/a realizar a obra foi  brasileira OAS. O cientista político boliviano, Gustavo Pedraza assim se pronunciou sobre os protestos indígenas: -"Ninguém está contra a estrada, mas ela não pode sair do papel como está, passando pela reserva. Entendemos a importância da estrada para os dois países (Brasil e Bolívia), mas a reserva tem donos, o próprio presidente Morales entregou títulos de propriedades às famílias indígenas que nelas vivem". A violência de Evo Morales contra seus irmãos e eleitores índios, demonstra, claramente, um “desejo, uma ambição anormal”, na construção da rodovia! Alguma semelhança c/ Lula e ministros brasileiros, com escândalos  nas obras e liberações de recursos, não é mera coincidência !!
Têm mais semelhanças: 2 ministros já caíram, Evo igualmente culpou a imprensa e também disse que as manifestações tem motivação política !? Mas, foi obrigado a suspender o projeto, pois o povo boliviano não desistiu foi às ruas, mesmo sob intensa agressividade policial. Não custa recordar que Evo já invadiu e tomou prá ele, uma refinaria da Petrobras. O que fez o Lula? Nada! Evo também oficializou carros roubados que estão em seu país, sendo que a maioria é do Brasil. O que fez o governo brasileiro? Retribuiu oferecendo financiamentos subsidiados do BNDES!  Hoje, Evo  Morales é odiado pelos índios e operários, e o sentimento deles é único:
 "Como bolivianos, apoiamos a eleição de um presidente que defendeu o direito dos indígenas e a terra. Mas vimos que o presidente mudou seu discurso".
®

Nenhum comentário:

Postar um comentário